quarta-feira, 25 de setembro de 2013

AS VOGAIS DA MORTE



AS VOGAIS DA MORTE

A  -  A hora tão imprópria
E  -  É a desta gratuita violência
I   -   Imenso sangue no Quénia
O  -  O dia era para Paz e alegria
U  -  Um internacional e pacifico dia!

A  -  Ainda estava eu a escrever
E  -  E chega a trágica noticia
I  -   Incrível tanta e tanta morte
O  - O móbil é sempre a intolerância
U  - Um sentimento que devia desaparecer!

A  -  A incompreensão do homem
É  -  É lamentavelmente incompreensível
I   -  Imensos crimes sem pudor reivindicados
O -  O homem torna-se cada vez mais terrível
U -  Uma maquina que mata e expõe a presa… Enfim!

João P. C. Furtado
Embaixador Universal da Paz - França - Genebra - Suiça - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix
Embaixador de Poetas del Mundo para Cabo Verde

domingo, 22 de setembro de 2013

ALFABETO ARTISTICO

ALFABETO ARTISTICO

A  - As letras se agruparam em Academia
B  -  Belamente vestidas e arrumadas
C  - Com virgulas e pontos e acentos
D – Deitaram no lixo todos os defeitos
E  - Engenhosamente apossaram da arte
F  - Fizeram correções e criaram as obras
G – Gestos que jamais serão esquecidos
H – Homenageado o passado nobre
I  - Investiram nos académicos da literatura
J – Jamais o nosso pequeno Cabo Verde
L – Longe do mundo, dez pequenas Ilhas
M – Mergulhadas no Atlântico norte
N – Norteado foi por tão ilustres filhos
O – O Bragi, lá dos Nortenhos Céus
P – Passivo por Natureza e Deus pela Arte
Q – Quase sente orgulho deste povo e
R  - Resolve juntar-se com a Atenas e a Minerva
S  - Sem esquecerem do luminoso Apolo e da brilhante Artemisa
T – Todos apoiaram a grandeza desta pequena terra
U – Unidos os deuses da arte tributo deram
V – Vencidos por tamanha prova dada
X – Chamaram os nossos nobres e os condecoraram
Z – Zelosos por não serem ignorados, tal como
K,  Y  e  W – Claro se demonstram com o K, o Y e o W…  Pouco usados!

João P. C. Furtado
Embaixador Universal da Paz - França - Genebra - Suiça - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix
Embaixador de Poetas del Mundo para Cabo Verde

sábado, 21 de setembro de 2013

O DIA INTERNACIONAL DA PAZ

DIA INTERNACIONAL DA PAZ

A  A Paz é sem duvida incontornável
B  Belicoso gesto humano apenas destrói
C  Construir e caminhar irmãmente são necessários
D  Deixar a guerra e respeitar a natureza
É  É uma exigência e não uma opção
F  Fazer o bem e ser tolerante pede-se
G  Guerra cria ódio e ódio cria guerra
H  Hoje é dia da PAZ comemoremos a Paz
I   Imperioso é construir a Paz e viver
J   Juntos com respeito, amor e tolerância
L   Libertar a mente e compreender que somos iguais
M  Matar por ideal e fazer calar opiniões
N  Não é e nunca será a via certa
Ó  Ó homem não seria o tempo de parares
P   Podes ver o resultado das tuas minas e armas?
Q  Quantos irmãos teus já mataste por intolerância?
R  Respira fundo e pensa e veja o resultado
S  São velhos, mulheres, crianças e mutilados...
T  Todos desesperados e amontoados...
U  Uma calamidade e tanto dinheiro gasto ingloriamente
V  Vivem nus, com fome e sem escola...
X  Xingados e maltratados por teu ato
Z  Zelados pelo infortúnio e tu vanglorias de teres razão...

João P.C. Furtado
Praia, 21 de Setembro de 2013
Embaixador Universal da Paz - França - Genebra - Suiça - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix
Embaixador de Poetas del Mundo para Cabo Verde
http://joaopcfurtado.blogspot.com/

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

PAZ PAZ PAZ



PAZ        PAZ        PAZ 

P             Para ter PAZ e PAZ se viver
A             A Química deve e deve apenas
Z             Zelar para curar e não matar!

P             Para na Paz se vangloriar
A             A Humanidade deve se respirar
Z             Zéfiros de tolerância e compreensão!

P             Para Paz ser a Paz… Verdadeira PAZ
A             A humanidade tem que ser capaz
Z             Zelar e respeitar e amar a Natureza!

João P. C. Furtado
Praia, 18 de Setembro de 2013
Embaixador Universal da Paz - França - Genebra - Suiça - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix
Embaixador de Poetas del Mundo para Cabo Verde
http://joaopcfurtado.blogspot.com

terça-feira, 17 de setembro de 2013

VOGAIS DA SAUDADE

VOGAIS DA SAUDADE

Acordei cedo e a humidade
É madrugada e com saudade
Imaginei estar longe no Príncipe
O tempo chuvoso e o cantar dos pássaros
Uma recordação de infância que regressa

Aquele papagaio tagarela que voa
E vai buscar alimento para a cria
Imagem da vida que perpetua
O regresso será ao fim do dia
Um circulo da vida que diariamente atua

Ainda és uma cidade pacata e bela
E calma e serena, onde todos são conhecidos
Irmãmente jogam o “passô” ao ritmo do encontro
O vai e vem num “leve, leve” pachorrento
Uma baia de Sto António onde a onda beija a areia?

Ainda tens a esquerda a Ribeira Formiga
E a direita o Rio Papagaio e correrem para o mar
Imensa mata cheia de “canas pipi” nas margens
O anoitecer a sombra da “San Ligia Botê”
Um paraíso de contos e lendas de encantadas?

João P.C. Furtado
Praia, em Cabo Verde, 17 de Setembro de 2013


domingo, 15 de setembro de 2013

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

ALFABETO ARTISTICO



ALFABETO ARTISTICO

A  - As letras se agruparam em Academia
B  -  Belamente vestidas e arrumadas
C  - Com virgulas e pontos e acentos
D – Deitaram no lixo todos os defeitos
E  - Engenhosamente apossaram da arte
F  - Fizeram correções e criaram as obras
G – Gestos que jamais serão esquecidos
H – Homenageado o passado nobre
I  - Investiram nos académicos da literatura
J – Jamais o nosso pequeno Cabo Verde
L – Longe do mundo, dez pequenas Ilhas
M – Mergulhadas no Atlântico norte
N – Norteado foi por tão ilustres filhos
O – O Bragi, lá dos Nortenhos Céus
P – Passivo por Natureza e Deus pela Arte
Q – Quase sente orgulho deste povo e
R  - Resolve juntar-se com a Atenas e a Minerva
S  - Sem esquecerem do luminoso Apolo e da brilhante Artemisa
T – Todos apoiaram a grandeza desta pequena terra
U – Unidos os deuses da arte tributo deram
V – Vencidos por tamanha prova dada
X – Chamaram os nossos nobres e os condecoraram
Z – Zelosos por não serem ignorados, tal como
K,  Y  e  W – Claro se demonstram com o K, o Y e o W…  Pouco usados!

João P. C. Furtado
Embaixador Universal da Paz - França - Genebra - Suiça - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix
Embaixador de Poetas del Mundo para Cabo Verde
Praia, 02 de Setembro de 2013
http://joaopcfurtado.blogspot.com/

domingo, 1 de setembro de 2013

A CHUVA


 

Acordei ontem ao chilrear do pardal
Hoje a chuva preguiçosa do céu a cair
Abençoando a terra seca  faz-nos sorrir
E a esperança aumenta ao pisar-se o lamaçal


A tépida temperatura substitui o calor infernal
O Sol antes rei de céu, deixa-se cobrir pela nuvem
Os camponeses alegres não se cansam de abraçarem
É a certeza que eles serão alimentados pela terra natal

 

Na loucura do momento, me embalo na beleza
E vejo com agrado este enorme contentamento
Este sonho antigo e atual... Imagino um novo canto
Mas me quedo neste cantinho, escutando a natureza!

 

João Furtado
Praia, 01 de Setembro de 2013
http://joaopcfurtado.blogspot.com