quinta-feira, 20 de abril de 2017

TROVA





Com as sete poucas sílabas
Arte pode ser a trova
Ou rimas ou mal acabas
Pois é mui rígida a prova.

João Furtado

quinta-feira, 13 de abril de 2017

PAZ

P PASCOA A PORTA
A A GUERRA NO MUNDO
Z ZÉFIROS DE PAZ.... ONDE ESTÁS?

segunda-feira, 10 de abril de 2017

PASCOA FELIZ




P – Para todos o meu desejo de FELIZ PASCOA
A – Aproveito esta época para pedir perdão
S – Sei que nem sempre fui perfeito e nem podia
C – Como moram em mim tristeza e alegria...
O - O pior é quando a tristeza perturba o meu coração
A – Ai descarrego meus males para todos à toa...

F – Faço reflexão e contraído penso no mal causado
E – E espero não tornar a prejudicar-te meu amigo
L – Leve me sinto até cair de novo quando tentado
I -  Infelizmente espreita sempre o mesmo perigo
Z – Zéfiros de grandeza e egoísmo humano...

João Furtado

quinta-feira, 6 de abril de 2017

quarta-feira, 5 de abril de 2017

DOR DOR DOR



DOR DOR DOR

Dos olhos só saem lágrimas e lágrimas
O homem continua a matar cegamente
Recorre à inteligência e cria arma química

Da ameaça e execução está o click
O insano humano cria ódio e se consome
Rastilho já não é de pólvora, agora é massiva a morte

Desnorteia sem norte nem rumo certo
Olha o fim e não encontra o meio
Retalha e ufano contempla o vazio de sangue criado.

João Furtado
Praia, 05 de Abril de 2017

Criança síria recebe tratamento após suspeita de ataque com arma química em Khan Sheikhun, dominada por rebeldes na província de Idlib, no norte da Síria  (Foto: Mohamed al-Bakour / AF)

AMOR POLÍTICO

 

A - A sardinha é uma e única
M - Menos é a brasa e o carvão
O - Os espertos querem-na assada
R - Recorem a tudo para brasa ter...

João P. C. Furtado

Praia, 05/04/2017

segunda-feira, 3 de abril de 2017

PARABÉNS PEAPAZ



PEAPAZ

P - Parabéns PEAPAZ do meu coração
E - És criança, pois só tens oito anos
A - A tua força e o teu trabalho é de adulto
P - Porque espalhas amizade e amor e Paz
A - Aqui quando se chega sente-se acolhido
Z – Zelador, o ar de PAZ e Poesia nos acalentam.

PARABÉNS.

João Furtado,
Praia, 03 de Abril de 2017.

sexta-feira, 31 de março de 2017

DIARIAMENTE TROVA



D
I
A
R
I
A
M
E
N
T
E

Soa alto o tambor de guerra
O machado é desenterrado
O fraco é tal um bozerra
E o sossego é atacado


João Furtado
Praia, 31 de Março de 2017

quinta-feira, 30 de março de 2017

TRÍVIOLETRA (TC): MEMÓRIA

TRÍVIOLETRA (TC): MEMÓRIA
M ens sana, // a leveza abre as portas // do lendário calendário (4)
E a teimosa // caduca // birrenta, toma bolinhas e enfrenta (2)
M as fiat lux // clássico ou nostalgia // pisca saudade (7)
O nde foi a chave // ontem é hoje // claves de lembranças (3)
R etém o que não deve //olvida o importante // é do caduco.(5)
I nsisto busco // tateio na escuridão // ando na contramão (6)
A turra ca_turra // DÁ AMNÉSIA // - Dona Maria. o fostimol (1)
Marco Bastos 1, 4
Celinha Viol 2
Dirce Carneiro 3, 7
João P. C. Furtado 5
Marcia Portella 6
TRÍVIOLETRA (TS): MEMÓRIA
A turra ca_turra // DÁ AMNÉSIA // - Dona Maria. o fostimol (1)
E a teimosa // caduca // birrenta, toma bolinhas e enfrenta (2)
O nde foi a chave // ontem é hoje // claves de lembranças (3)
M ens sana, // a leveza abre as portas // do lendário calendário (4)
R etém o que não deve //olvida o importante // é do caduco.(5)
I nsisto busco // tateio na escuridão // ando na contramão (6)
M as fiat lux // clássico ou nostalgia // pisca saudade (7)