quinta-feira, 25 de maio de 2017

MÃE E FILHO... MULHER E HOMEM





Mãe és  sobretudo MULHER
Arregaça as mangas e educa o teu filho
Ele amanhã será homem e respeitará a MULHER

Mãe acredito que está aqui o caminho
Amanha a MULHER não precisará da LEI
Ela será amada e respeitada pelo HOMEM

Mãe o homem de amanha é este menino que crias
A responsabilidade é tua de lhe mostrares o valor
E o respeito que a MULHER deve ter...

João P.C. Furtado
http://joaopcfurtado.blogspot.com
Praia, 25 de Maio de 2017

quarta-feira, 24 de maio de 2017

AS ESTAÇÕES



AS ESTAÇÕES

P - Perguntei um dia a Primavera no norte
R - Rindo a razão do brochar da natureza
I - Imensa alegria no canto dos pássaros
M - Muitas árvores frondosas e belas
A - Airoso perfume no ar por todo o lado
V - Vida parecer do nada se formar
E - E o sol cada vez mais madrugador
R - Recusando ao mesmo tempo a se deitar...
A - A Primavera no norte também a sorrir respondeu-me

O - Olha que ao Sul as folhas caiem
U - Um pouco por todo o canto
T - Tudo parece dormir e o Sol preguiçoso
O - Olha a terra cada vez mais tarde
N - Naturalmente como sono cedo dorme
O - O OUTONO lá mora quando eu cá vivo...

V - Vai o Sol se acordar cada vez mais cedo
E - E cada vez mais tarde cá no norte
R - Recolher e assim aquecer a terra
à - Até me transformar num Verão insuportável
O - Olha que lá pro sul o Sol fará o contrário...

I - Imenso frio vai tomando conta da vida
N - Ninguém dispensará as mantas e os casacos e as fogueiras
V - Virão as neves e cobrirão as plantas
E - E tudo parecerá sem vida e sem alento
R - Resfriada a terra parece Inferno eterno
N - Na verdade é o INVERNO no círculo da Natureza
O - Obriga assim a translação e a rotação da terra...

E - E a terra no centro entre os trópicos
S - Sempre quente assim  permanece todo o ano
T - Tem apenas uma e única estação
A - As vezes um pouco mais quente ou menos
Ç - Chove,  muito ou sofre seca sem uma única gota
Õ - O Sol tem hora marcada de nascer
E - E se esconder atrás do horizonte...
S - Sol da MEIA-NOITE e NOITE POLAR moram nos polos.    



João Furtado
Praia 24 de maio de 2017

sábado, 29 de abril de 2017

ABRAÇO POÉTICO

ABRAÇO POÉTICO

A A indignação é sentimento do homem de bem
B Bem diziam meus pais na pobreza e humildade
R Resta ao homem sua dignidade e respeito
A A obra ABRAÇO POÉTICO é coletiva e imaginada
Ç Comumente entre dois coordenadores
O O de Cabo Verde e o de GALIZA e o nome indica “ABRAÇO”

P Porque uma pessoa, que não é coordenadora
O Olha e decide unilateralmente ir a ribalta e sem dizer
E Este pobre coordenador que lhe convidou para participar?
T Tudo bem por mim, estou habituado e sei o que é o meu valor…
I Indignação que sinto é pelas crianças de S. Pedro e outras
C Claro que mereciam ir ao PALÁCIO e ficarem um minuto com o Presidente
O Obrigado e desculpem-me poetas crianças e adultos….

DE CABO VERDE E DE GALIZA,

O HOMEM É AFIRMATIVAMENTE O PIOR DE TODOS OS AMIMAIS DA TERRA…

João P. C. Furtado - COORDENADOR DO ABRAÇO POÉTICO DA PARTE DE CABO VERDE.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

TROVA





Com as sete poucas sílabas
Arte pode ser a trova
Ou rimas ou mal acabas
Pois é mui rígida a prova.

João Furtado

quinta-feira, 13 de abril de 2017

PAZ

P PASCOA A PORTA
A A GUERRA NO MUNDO
Z ZÉFIROS DE PAZ.... ONDE ESTÁS?

segunda-feira, 10 de abril de 2017

PASCOA FELIZ




P – Para todos o meu desejo de FELIZ PASCOA
A – Aproveito esta época para pedir perdão
S – Sei que nem sempre fui perfeito e nem podia
C – Como moram em mim tristeza e alegria...
O - O pior é quando a tristeza perturba o meu coração
A – Ai descarrego meus males para todos à toa...

F – Faço reflexão e contraído penso no mal causado
E – E espero não tornar a prejudicar-te meu amigo
L – Leve me sinto até cair de novo quando tentado
I -  Infelizmente espreita sempre o mesmo perigo
Z – Zéfiros de grandeza e egoísmo humano...

João Furtado

quinta-feira, 6 de abril de 2017

quarta-feira, 5 de abril de 2017

DOR DOR DOR



DOR DOR DOR

Dos olhos só saem lágrimas e lágrimas
O homem continua a matar cegamente
Recorre à inteligência e cria arma química

Da ameaça e execução está o click
O insano humano cria ódio e se consome
Rastilho já não é de pólvora, agora é massiva a morte

Desnorteia sem norte nem rumo certo
Olha o fim e não encontra o meio
Retalha e ufano contempla o vazio de sangue criado.

João Furtado
Praia, 05 de Abril de 2017

Criança síria recebe tratamento após suspeita de ataque com arma química em Khan Sheikhun, dominada por rebeldes na província de Idlib, no norte da Síria  (Foto: Mohamed al-Bakour / AF)