quinta-feira, 22 de abril de 2010

O DIA DA TERRA

Hoje, 22 de Abril é o teu dia Terra
E cá estou eu à janela o mesmo cantar escuto
Enquanto o homem a vida enterra
Tu pardal continuas a dar o mesmo tributo!


Pardal inocente e belo pássaro cantante
Não precisas destruir nada para viveres
Continuas a estar perfeito e alegre e distante
Enquanto a Terra chora… escuto teus cantares…


Pardal, eu quero te pedir um favor excelente
Não pares de cantar, meu amigo inocente
Aproveita tua bela música bela e inconsciente
Para alertares os homens da situação presente!


A terra, o único planeta onde podemos viver
Tu pardal, belo e pequeno e desinteressado
E eu que estou cá e te tentar dizer
Que a terra… veja pardal, o recente passado!


A terra treme de doentias convulsões
Gripada, na Islândia Europa espira
Com dores estremece em tufões
Tornados e maremotos… grande é a ira!


Cansada a Terra tenta tirar das costas
O peso das humanas acções irreflectidas
E tu pardal amigo, alheio fazes o que gostas
Egoísta… humanamente…de ti nenhumas ajudas obtidas!

João Furtado

1 comentário:

Fada das Letras disse...

Lágrimas preciosas

As nossas lágrimas são preciosas
como diamantes forjados na alma!
Só se usam mesmo para expressar,
as mágoas e emoções bem dolorosas!
As palpitações do coração acalma,
e os rios de lava faz congelar!

Poucas coisas merecem que choremos,
no mundo em mudança em que vivemos,
nesta era que dizem anunciar o fim!
Talvez a dor das crianças que vemos,
ou o abandono dos velhos que serenos
esperam na morte, a libertação enfim!

Também a lenta agonia,a que assistimos
da terra mãe de todos nós, seres vivos
que por vis ambições,a vão conspurcando,
quando por nossa culpa, tudo destruimos!
As selvas, os mares e homens nas tribos
e elegemos os governos que vão deixando!

Então esqueçamos as lágrimas e sózinhos,
erguemos o olhar determinado para a meta
e em nosso coração tracemos os planos...
Sejamos solidários com os nossos vizinhos,
um a um um movimento alagando o planeta,
como um oceano composto de seres humanos!

Arlete Piedade

Para ti meu amigo e para a nossa mãe TERRA!