terça-feira, 19 de março de 2013

O ALFABETO DO MEU PAI

 

A  A homenagem hoje é ao pai

B  Bondoso pai sempre foste para mim

C  Carinhoso e sempre disponível

D  Deste-me tudo que eu precisava

E  E quando nada tinhas, mais me davas

F  Firme e honesto na pobreza

G  Grandes lições filosóficas de ti recebi

H  Hoje recordo-te e reflito em ti a minha vida

I  Imagem tua continua a me ensinar

J  Já não estas entre os vivos, sei

L  Lamento não ver –te cá, meu pai

M  Mas continuas na minha memoria para sempre

N  Nos meus momentos de alegrias e de tristezas

O  Obras tuas, pensamentos teus estão nos meus

P  Pouco ou nada escrevias, mal lia o teu nome

Q  Que rabiscavas com as mãos trémulas, mas...

R  Recordo que teu viver, tua honestidade, tua palavra

S  Sempre foram “sim-sim, não-não”, foste um pai

T  Teu filho, aqui nesta reflexão, quer ser como tu

U  Um segredo pai, sabes que até já sou avô?

V  Vês? Sou avô e continuo a sentir-me uma criança

X  Cheio de necessidades de um pai, de ti e de teus gestos

Z  Zelando sempre para o meu bem estar e dos meus irmãos...

 

João P. C. Furtado

Praia, 19 de Março de 2013
Http://Joaopcfurtado.blogspot.com

Sem comentários: